Poesia só


É que essa poesia, 
de tanto fazer poesia, 
se esqueceu das palavras que sentia.

E agora, só agora,
abraçada a seus próprios versos, 
se cansou de escrever poesia. 

E queria, só queria, se ver lida em outros versos, e seus versos, escritos em outros braços. É que essa poesia só - só - queria ser a poesia de um outro poeta.

Leia também:

6 Comentários

  1. Quando digo que tens mãos mágicas, deves acreditar. Quando digo que tens coração inspirado e talento transbordante, deves tão somente aceitar, simples desta forma. Que poema! Se tal poesia se cansou de escrever poesia, decerto é que ser poesia não cansa, e escrever é repetir-se do ser. Quem é poesia precisa escrever poesia? E se poesia só ela é, e se só quer ser a poesia de um outro poeta, esse poeta precisa saber o diamante que possui; e se já sabe, precisa guardá-lo rapidamente, porque diamantes precisam ser guardados assim. Un bacio, un abbraccio
    Luc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A poesia não se cansa, o ser se cansa, alguém me disse uma vez rsr.
      E sim, tens razão, poesia não necessariamente precisa ser escrita pra ser poesia, ela é sentida nas palavras escritas, ditas ou silenciosas, a poesia pode ser lida no olhar, no toque, no cuidado. Poesia tem vida. Tanta vida que cansada de escrever, escreveu, pois é poesia. A razão é que, essa poesia, além de escrita por si mesma, queria ser lida de outra forma, em outros 'versos'. E ter os seus versos abraçados por outros braços.

      Me enchem os olhos e o sorriso receber teus elogios!
      Abraços

      Excluir
  2. E quando as palavras saem da alma do poeta formam lindos poemas que tocam o coração de quem lê.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda que o poeta se canse, a poesia sempre se fará linda, belíssima, tocante, e ela fluirá, como um rio de vida própria, a encontrar o coração de quem lê.
      És sempre bem vinda Maria!
      Boa semana a ti!
      Abraço

      Excluir
  3. Tão lindo a forma da doce poetisa, poetizando a doce poesia.
    ps; Já ouvi mais de cinco vezes à música da Marcela Tais - Muita Calma Nessa Alma. ♥
    não conhecia, e amei.

    http://blogloveinred.blogspot.com.br ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Pâmella! Quando a poesia faz parte do ser, não importa como o corpo se encontra, a alma sempre fará poesia.
      É uma graça a música da Marcela. Ela tem músicas lindas, doces, verdadeiras poesias. Que bom que gostaste da minha sugestão!!
      Um terno abraço!

      Excluir

Fique a vontade para comentar...
Críticas são bem vindas, e elogios sempre serão.
Abraços...