Cartas a Ele - III - Sabe amor...


Sabe amor, bem que você podia aparecer logo por aqui. A gente ficaria numa dessas conversas distraídas que acontecem num final de tarde tranquilo...
"Depois a gente podia assistir aquele filme..."
" Verdade. Fiquei sabendo que é bom"
"Vou fazer um café, você quer?"
E ai eu traria duas xícaras e um pratinho com biscoitos de polvilho pra acompanhar, e te encontraria com um sorriso animado no rosto, de quem achou um bom filme pra gente assitir... Depois, eu ficaria deitada no seu peito ouvindo aquele som lindo que sai lá de dentro, em meio ao cheiro do seu perfume e do nosso café.
Que tal amor?
Bonito não é? Então aparece logo pra viver essa história, pra sermos nós, eu e você.
Te espero com carinho!


P.s.: Café forte?

Bárbara Paloma
 Outubro/2016

Leia também:

16 Comentários

  1. A ternura expressa num poema/carta...
    e um café forte em espera.

    Deliciosa imagem para uma tarde de domingo.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vindo!
      Sim, muita ternura, e um café delicioso a espera.
      Abraço

      Excluir
  2. Poxa, não precisava se incomodar. Eu gosto de café só para acordar, porque eu sou dorminhoco até umas horas! Mas eu acho ele amargoso. Vai um suco de açaí com guaraná? Olha, eu levo o filme: é No Limite do Amanhã, com o Tom Cruzes! Agora, deitar no peito é tudo, heim! Papagaio. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Papagaio! Rsrsrs
      É o seguinte... Não abro mão do meu cafezinho não eim! Posso até trocar os biscoitos por pão de queijo... Mas o café, esse não rsrsrs.
      Grande abraço!

      Excluir
  3. Cartas de amor são sempre uma terna forma de tocar e se sentir tocado à distância. Coincidentemente hoje andei escrevendo sobre isso, Bárbara. Se qualquer hora dessas puder e quiser dar uma olhara, segue o link:

    https://willmondes.blogspot.com.br/2017/01/a-carta.html

    Respeitoso abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que disseste é verdade! As cartas ao amor são sempre repletas de ternura. Gosto deveras delas!
      Ficarei feliz em visitar teu blog.
      Abraço

      Excluir
  4. Respostas
    1. Obrigada Lola! Seja bem-vinda.
      Um terno abraço.

      Excluir
  5. O que há de mais puro no universo dos seres humanos é o compartilhamento de afetos, nos pequenos gestos, nas pequenas coisas, na sutil percepção do querer e ser querido. Foi belo o que escreveste. Seguindo-te. Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! O afeto da entrega cotidiana, que acontece naturalmente nas coisas mais simples. O cuidado do bem querer, que não exige nada em troca, o afeto que vem embrulhado num sorriso verdadeiro, numa xícara de café ou chá, entregue na mão, por carinho mesmo, sem obrigações. No abraço repentino, na felicidade de ouvir o coração do outro.
      Feliz em saber que me segues!
      Abraços

      Excluir
    2. Como - infelizmente - a palavra 'rotina' só ficou com a conotação negativa, digamos que a série de pequenos e muito significativos 'hábitos', viagens internas e externas, natureza e risos sejam a essência de um relacionamento com felicidade. Ah, sim, e surpresas boas não são sempre bem vindas?! rs Eu escrevo pouco, mas os corajosos pacientes que queiram me seguir me deixarão sempre feliz... Un abbraccio...

      Excluir
    3. Existe a "rotina" que carrega o peso do cansaço, do que perde a graça. Entretanto, devemos nos lembrar da "rotina" que é doce, que faz bem, que faz feliz. Me fizeste recordar de meus avós, 65 anos de casados, e meu avô todos os dias acorda bem cedo, e leva uma xícara de café para a minha avó na cama, depois ela põe a mesa com o que ele gosta. São 65 anos de cuidado, não seria esta uma rotina doce?
      Seguindo-te!
      Terno abraço.

      Excluir
  6. um café que aquece o amor...onde a felicidade e o amor nunca arrefece...
    gostei da simplicidade do texto e da forma como o amor é descrito...
    um café...para saborear poesia.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um texto do "cotidiano do amor"... É na simplicidade do dia a dia que o amor mais puro se revela.
      Fico feliz por teres gostado!
      Abraço

      Excluir
  7. Oiêe...vim te agradecer o carinho da visita e comentário, amei...só assim tive a oportunidade de conhecer teu blog e de me encantar com teus escritos...é tudo muito inspirado e lindamente sensível...PARABÉNS!!! abraços, ania..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ania! A felicidade em encontrar teu blog foi imensa! Tu escreves com tanta sensibilidade e delicadeza, que logo me encantei por teu cantinho!
      Um grande abraço!

      Excluir

Fique a vontade para comentar...
Críticas são bem vindas, e elogios sempre serão.
Abraços...