O tempo é mar, maré

13 junho 2016


Escuta bem o que vou te ensinar...
O tempo é mar, é maré!
Vai e caminha na praia, ouça o mar, sinta o cheiro da maresia, escreve teu nome na areia, recolhe as conchas que encontrar, e não se preocupe se o sol começar a se esconder alongando as sombras em partida. Esquece que existe tempo, e vive. Acalma-te que num momento distraído as ondas irão tocar-lhe os pés, é a maré que subiu! Quando isso acontecer olhe para trás e veja que as marcas na areia se foram, os nomes ali escritos se apagaram, os castelos desfeitos deram lugar ao mar que arrastou pra dentro de si tudo que deixaram para trás.
Agora poderás contemplar o céu estrelado que a noite irá trazer. A maré vai baixar, e então terás uma nova praia para caminhar.
Lembre-se,
 O tempo é mar, é maré que sobe e apaga as marcas que deixaram em nós. 

Bárbara Paloma

2 comentários:

  1. Não gosto de me repetir. Mas esse texto seu é um poema. Não quis escrever como da outra vez, mas seria simples. E digo mais: um dos melhores poemas que li ultimamente. O tempo é mesmo mar e é mesmo maré, e apaga mesmo marcas deixadas. Na última postagem, você disse que sentiu minha falta aqui. Minha vez de dizer. Senti sua falta no meu blog e aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tempo! Sabe aquela sensação de paz e ao mesmo tempo de ansiedade, ou temor que o mar causa em quem o vê pela primeira vez? Aquela imensidão azul que parece capaz de arrastar pra dentro de si um mundo inteiro?
      O tempo me causa algo semelhante, paz por saber que tudo pode passar, e também temor por não saber o que virá. Mas principalmente paz. O tempo pra mim é esse azul sem fim capaz de levar todo o nosso mundo de conflitos, e lavar o coração numa uma onda leve com espuma branca.
      Prometo me fazer presente aqui e em seu blog, ler-te me faz muito bem!
      Abraços meu amigo!

      Excluir

Fique a vontade para comentar...
Críticas são bem vindas, e elogios sempre serão.
Abraços...

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS