Pequena Abelha - as cicatrizares

01 dezembro 2015

Olá meus queridos! Não sei se já comentei por aqui sobre meu amor pelos livros, e o fato é que tenho aproveitado a greve da minha universidade (que começou na sexta passada) para me dedicar a essa paixão que há tanto havia ficado de lado, e bem, de sexta para hoje já devorei 2 livros, mas o que quero mesmo destacar é o 3° da maratona, o qual comecei hoje a ler, o livro "Pequena abelha" de Chris Cleave. Li poucas páginas até agora mas tenho lindas expectativas quanto ao todo. O autor me conquistou desde o início pela forma da escrita, e um trecho em especial me tocou muito, é o que se segue:


Nas pernas escuras da moça havia muitas cicatrizes brancas pequeninas. E pensei: Será que essas cicatrizes estão no seu corpo inteiro, como as luas e estrelas no seu vestido? Achei que isso também seria bonito, e peço-lhe neste instante que faça o favor de concordar comigo que uma cicatriz nunca é feia. Isto é o que aqueles que produzem as cicatrizes querem que pensemos. Mas você e eu temos de fazer um acordo e desafiá-los. Temos de ver todas as cicatrizes como algo belo. Combinado? Este vai ser nosso segredo. Porque, acredite em mim, uma cicatriz não se forma num morto. Uma cicatriz significa: “Eu sobrevivi".

2 comentários:

  1. Amar os livros é um indicativo esplendoroso! Está inserido em um dos dez amores imprescindíveis aos seres humanos - o amor ao saber!
    O trecho que escolheste é bastante interessante e denota o valor do livro. Cicatrizes indicam, deveras, algo belo, conquanto belas própria e inteiramente não sejam!Foi belo, decerto, ter sobrevivido, ter suportado a dor, ter crescido em experiência e em trabalhos. Foi belo ter marcado na carte a resistência, a persistência, a coragem, a luta!

    E é belo demais ler-te. Até quando indicas um livro, ele é belo, e isto é belo!

    Abraçosssssssssssssss querida

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Lucas! As cicatrizes visíveis e invisíveis demonstram que um dia houve ferida, mas não existe mais, e o que ali há agora é algo mais forte,que a ferida foi superada, e que se sobreviveu!
    Um grande abraço querido!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar...
Críticas são bem vindas, e elogios sempre serão.
Abraços...

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS