Não me pergunte se...

03 setembro 2015

Não me pergunte se estou bem, nem eu sei como realmente estou. Tem hora que bate uma tristeza repentina, outra hora uma alegria passageira. E às vezes tudo fica simplesmente meio-a-meio.”
Andressa Feitosa

Um comentário:

  1. Ser humano requer essa complexidade! E ainda bem que é assim. Podemos valorizar muito mais o que é bom, quando também experimentamos o que nai é. Beijossssssss

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar...
Críticas são bem vindas, e elogios sempre serão.
Abraços...

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS