Nela, a poesia...

Nela a poesia pulsa presa no peito, tentando de alguma forma jorrar para fora, e a cada batida entorpece o pensamento. A porta está trancada, e a chave pelo lado de fora, ela não tem janelas nem mesmo um escape... De olhos fechados se conforma então, e acalma a alma, decidida a esperar por quem virá e fará entrar pela porta tudo aquilo que transborda em poesia, em beleza.

Um breve devaneio enquanto ouvia: 
You take my breath away - Eva Cassidy


Leia também:

2 Comentários

  1. Que belíssimo poema em prosa! Magnífico! O estar a porta trancada por fora exige alguém que a destranque, que faça adentrar em tua vida esse poema tão esperado, quem sabe o amor, quem sabe a descoberta, quem sabe o gosto de um ideal, ou um projeto de vida!... Que a porta se destranque! E que te vejas, de repente, face a face com teu inspirador! Belíssimo! Belíssimo! Beijossssssssss

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada Lucas!! Sempre existe uma poesia dentro de nós, mas por vezes é preciso algo mais para que ela se liberte em sua essência!
    Ternos braços!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar...
Críticas são bem vindas, e elogios sempre serão.
Abraços...