Meu jardim...

02 maio 2015

Embora fosse um jardim em completa desordem, era incrível sua beleza, como uma primavera urgente e incontrolável que faz crescer flores ao fim do inverno, floresceu. Não poderia mudar as plantas de lugar, algumas se perderiam, mas posso construir um caminho entre as flores, e assim, guardar a beleza do meu jardim. 


2 comentários:

  1. Que texto belo! Que delicada concepção de beleza em meio ao aparente desarranjo! Na natureza, 'desarranjos' assim são comuns, porque a natureza espalha a vida e não se preocupa com as divisões e os roteiros. Para a Natureza, cor é vida, por isso ela colore o mundo de sua forma intransigente! E, tens razão, não se pode ou deve mudar de lugar. Por que não aproveitar, simplesmente, como está. Algumas pessoas são belas como os arranjos da natureza. 'Desarrumadinhas' para esse ou aquele, mas belíssimas para quem tem olhos de Natureza para ver. Belíssimo! Beijosssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Lucas eu me admiro mais a cada vez que leio um comentário seu!! Quando escrevi fiquei a pensar que o texto poderia ser um pouco mais lapidado, para deixar mais claro sobre qual jardim me referia. Mas ao ler seu comentário soube que quando o leitor tem "olhos de poeta" o sentimento é percebido mesmo quando este não é descrito. Eu escrevia exatamente sobre os "olhos de Natureza", mesmo não tendo em mente tal expressão que descreveste tao bem!
    Abraços ternos!!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar...
Críticas são bem vindas, e elogios sempre serão.
Abraços...

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS