Bailarina

16 fevereiro 2017



A garotinha que sonhava em ser bailarina,
aprendeu a se equilibrar nos sonhos
e girar, e girar, e girar...
No fluir da vida que sempre recomeça.

A garotinha que sonhava em ser bailarina,
aprendeu a dar saltos leves,
de graciosas palavras
como se por alguns instantes voasse...e voava.

A garotinha que sonhava em ser,
não foi bailarina.
Cresceu pura poesia!

E prendeu a dançar com as palavras.
Bailarina dos versos, não tem sapatilhas,
mas ainda anda na ponta dos pés...

 Bárbara Paloma


Hoje você vem!

13 fevereiro 2017

Hoje você vem? 
Hoje você vem!
Espero que venha.
Se vier, vou ao teu encontro.

E se não vier? 
Continuarei a dizer:
'Hoje você vem!' 
Direi hoje, amanhã, depois e depois...

Um dia você chega.
Um dia eu acerto o dia.
Um dia direi sorrindo:
Hoje você veio! 
Bárbara Paloma


Visita

12 fevereiro 2017


Saudade (s.f.)
Visita que só vai embora quando o dono da casa chega.


Leãozinho

10 fevereiro 2017


Prima querida,

És minha amiga desde sempre, confidente (desde o primeiro coração partido), e futuramente, colega de profissão. O tempo tem passado rápido, lembra de quando eramos crianças e sempre nos vestíamos iguais? Você sempre me apresentava como sua prima, e quando perguntavam "por parte de quem?" a gente não sabia responder. Por parte de quem mesmo? Do coração oras! A gente deveria ter respondido assim. Meus pais são melhores amigos dos teus, o quê mais precisamos pra ser família? 
Sempre fui a prima mais velha que você respeitava, e você era o 'leãozinho' do cabelo loirinho que eu mais gostava. Crescemos não é verdade?! Bem, em termos de estatura, cresceste mais que eu, muito mais que eu. Mas é chegada a hora de crescer em termos de vida. 

Assusta ver a vida ter que tomar rumo, assim de repente, sem aviso prévio, sem manual de instruções. De uma hora para a outra nos vemos construindo nossa estrada, longe de tudo que até agora foi o nosso chão. De onde vem a força? Não sei. Mas ela vem, acredite em mim. Ela vive adormecida em nós, até que, um súbito vendaval surge e nos arranca de nossa casa, nos lançando em um mundo diferente. Parece o Mágico de Oz... mas é a vida mesmo, nos dizendo que é hora de construir nosso próprio caminho dourado. 
É normal sentir medo, insegurança, ter vontade de desistir, de voltar atrás... mas tudo isso deve permanecer sentimento, e nunca virar opção. As pedras que atrapalharem os seus passos devem ser atiradas para fora do caminho. Se forem pesadas, peça ajuda! Um homem de lata (com coração vale ressaltar) mora pertinho, e pode estar ao seu lado a qualquer momento, basta um grito da sacada, ou uma mensagem no whatsapp rsrs. Passei exatamente pelo mesmo mundo estranho, e sei um pouco dos atalhos, dos melhores caminhos, das dificuldades. Não só eu, mas muitos outros passaram ou estão a passar, sei que irás conseguir também. 

Teu sonho é parecido com o meu, e teu caminho lindamente brilhante. Sei que és destemida, que és um leãozinho cheio de coragem. Não perca nunca a fé!

 

Sonhador

28 janeiro 2017

Esse meu coração teimoso insiste em alcançar as estrelas.
Estrelas? Queres justo as estrelas?
          "Sim, aquela mais radiante."
És mesmo um irremediável sonhador, não percebes o inatingível!?
Ah coração, meu coração...
 Bárbara Paloma

Dia especial

24 janeiro 2017


Meu amigo, minha dupla e eu.
Quem já leu a página "O Degradê e eu" sabe que estou finalizando o curso de odontologia, e hoje (nesta época atípica, de reposição de greve) passei por uma experiência que gostaria de compartilhar com vocês:

Hoje foi a nossa pimeira clínica de atendimento a pacientes com necessidades especiais, a Integrada IV, uma clínica com manejo um pouco mais complexo que as outras. Expectativas? Muitas! Afinal, é uma experiência nova, e como tudo que é novo, há o frio na barriga, aquela pitada de ansiedade, e até um pontinho de medo, porque não?! E o que essa clínica tinha de especial? Me perguntei antes mesmo de chegar na faculdade. O que esta clínica tem de especial? Me respondi ao final dela...
Tem de especial o sorriso lindo que ganhava cada vez que nossos olhos (os da minha dupla ou os meus) encontravam os olhos do Sam, nosso paciente cativante. Tem de especial a alegria que ele transbordava, e que alcançava qualquer um passasse por perto, colegas, professores. Tem de especial que descobri que ele (o Sam) assim como eu gosta de desenhar, a diferença é que, ele desenha rostos completos e eu apenas os olhos. Tem de especial que me emocionei em silêncio quando um colega (sensível como eu) me falou de seu paciente especial. Tem de especial o carinho de uma paciente dando um abraço em minha colega aniversariante, e se despedindo de todos nós com um imenso sorriso. Tem de especial uma criancinha linda deitada calmamente no colo de outra colega, que havia acabado de conhecer, tem de especial os vários sorrisos que ela presenteava a todos que, inevitavelmente, brincavam com aquela pequena princesinha do laço rosa. Tem de especial as vidas, as histórias, os dilemas, os sorrisos de carinho, de cuidado, de gratidão, de compaixão, de empatia, de humanidade.
O que esta clínica tem de especial? Tudo! 
E agora, me considero especial por atender nela... E esta foi só a primeira!

Bárbara Paloma



Fora de foco

21 janeiro 2017

O bom da vida é perceber as lições escondidas por ai, ontem aprendi uma. 

Imagina a cena:

Me preparando para apresentar um seminário, pedi ao meu amigo que ligasse o data show, e ele muito prestativo o fez. Mas a imagem estava muito fora de foco.
- Cláudio, tem como ajustar o foco? Tá muito embaçado. 
Ele calmamente ajustou. Mas não melhorou em nada. Eu mal podia ler. 
- Uai... não está melhorando. Você tá mexendo no lugar certo? 
Ele me deu uma olhada estranha por alguns instantes, e abriu um sorriso brincalhão... Foi quando levei uma mão aos olhos, e... cadê meus óculos??
- Ops! Desculpa!
Havia esquecido os óculos em casa, ainda bem que dominava o tema, então não precisei ler. 

A lição? Nem sempre o foco está desajustado, ou o outro está errado, a falha pode estar nos olhos de quem vê. Quando, na vida, a visão se embaçar, antes sairmos procurando uma causa externa, vale conferir se não esquecemos os nossos "óculos", ou até mesmo se estamos de olhos abertos. Pode ser que o "ponto de vista" seja diferente da "vista de um ponto". 

Bárbara Paloma


Coração cansado

14 janeiro 2017

Deita aqui um pouco, vem....deixa teu coração descansar em meus braços. Se quiseres, até canto uma dessas canções meigas para ele adormecer mais rápido. E não precisa se preocupar, que eu prometo falar baixinho pra não acordar o teu amor cansado, enquanto espero tua noite passar.
Bárbara Paloma
 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS